Marketing Consciente, bambu, planta bambu, resiliência humana

 

A verdadeira genialidade do bambu reside em sua flexibilidade e resiliência. Na sua capacidade de flexionar e dobrar sem quebrar. Estes são os ensinamentos do bambu, e devemos aprender com ele!

Mais do que um mero modelo de força bruta, aquele que sabe quando ceder e como balançar na brisa é quem realmente resistirá à tempestade e sobreviverá.

Existe uma lenda confucionista, clássica da Dinastia Yuan (século 13), intitulada “Ele chorou e o bambu brotou”.

Ele chorou e o bambu brotou

Nesse antigo conto popular, um menino chamado Meng Zong mora sozinho com a sua mãe, pois seu pai morreu quando era bem jovem. Quando a mãe adoece gravemente, o médico do interior prescreve uma sopa farta feita com brotos de bambu frescos.

O menino olha em todos os lugares, mas como é inverno, não encontra. Então ele vai para a floresta e chora profusamente. Conforme suas lágrimas afundam no solo, novos brotos começam a apontar na terra.

Rapidamente, o menino pega uma cesta de brotos, leva de volta para a mãe e prepara uma panela de sopa. À beira da morte, ela bebe a sopa e lentamente se recupera até que a sua saúde esteja totalmente restaurada.

O bambu sempre foi uma fonte de inspiração.

Bruce Lee se baseou na imagem do bambu ao oferecer o conselho sobre um dos ensinamentos do bambu:

“Observe que a árvore mais rígida é mais facilmente quebrável, enquanto o bambu ou salgueiro sobrevive dobrando-se com o vento”. 

Ensinamentos do bambu – como levar para a vida?

Esta reflexão sobre os ensinamentos do bambu não se aplica apenas às artes marciais, mas também à vida.

Se Bruce Lee não fosse tão forte e flexível quanto um bambu, ele não teria mudado radicalmente o mundo das artes marciais e se tornado o herói nacional que é.

A força por si só não é suficiente. Você também precisa ser flexível para se adaptar ao mundo ao seu redor.

Se confiar apenas na força, acabará se fragmentando e se quebrando. Se for forte e flexível, será capaz de se adaptar até mesmo às circunstâncias mais difíceis.

A flexibilidade do bambu nos ensina sobre como se dobrar com o vento quando a tempestade aumenta.

Não importa a direção de onde o vento está vindo, o bambu é capaz de se adaptar. É forte o suficiente para permanecer aterrado e flexível o suficiente para não quebrar com a pressão.

É por isso que o bambu é o modelo ideal – tempera a força com flexibilidade – para relembrarmos da nossa capacidade de sermos resilientes mediante aos desafios que a pandemia nos apresenta.

Então, como a força e a flexibilidade do bambu pode te inspirar?

 

Leia mais no LinkedIn!